Sejam bem vindos...

Se você chegou até aqui é porque algum motivo teve para isso... seja qual for esse motivo, fico feliz de ter você comigo nesse meu cantinho.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Dia de faxina


É impressionante como as pessoas adoram juntar lixo dentro da própria casa. Andei observando o cotidiano do ser humano e percebi o quão inútil é você guardar algo que não tem mais serventia a não ser a de ocupar o espaço que poderia estar sendo ocupado por algo bem mais produtivo para sua própria vida. Pois bem, diante desse cenário extremamente comum eu hoje decretei o “Dia da Faxina”. 

Vou fazer um desafio a você: abra seu guarda roupa nesse exato momento e lhe dou um doce se você não tiver pelo menos algo que esteja sem usar a um bom tempo. E ai, encontrou? Nossa vida é movida por momentos e algo que era extremamente interessante há um mês, uma roupa da moda, por exemplo, pode não ter mais serventia alguma hoje. Então eu lhe pergunto: por que guardar isso com você? Putz! Abaixo o sentimento de posse que não leva ninguém a lugar algum. 

Roupa velha dentro de casa apenas serve para atrapalhar a entrada de uma nova. Pra que comprar um casaco novo se você ainda tem aquele rasgado e puído para usar? Humm será que o fato de que um casaco novo te aquecerá no próximo inverno de uma maneira bem mais gostosa que o velho guardado não é uma boa justificativa? E digo mais, é bem provável que o casaco velho que você insiste em guardar rasgue no dia mais frio do inverno e literalmente faça você passar um frio que jamais sentiu antes. Quer mesmo correr esse risco? 

Hoje acordei realmente com espírito de limpeza! Cansei de juntar tanta coisa velha e inútil aqui dentro de mim e olha que esse momento de reflexão está me fazendo perceber como eu colecionei bugiganga. Não serei hipócrita de dizer que essas quinquilharias não me foram de serventia alguma vez na vida, pois isso seria mentir e ser injusta com tais itens. Digamos que em um passado não muito distante foram objetos que pude desfrutar com grande prazer, mas que hoje só estão ocupando um lugar que não lhes pertencem mais. 

Desapego, essa é a palavra chave para quem resolve fazer essa faxina. Temos uma forte tendência ao egoísmo, a querer guardar as coisas por ter a falsa esperança de que um dia aquela peça que está ali no cantinho do armário, peça essa que pode até ter se tornada apertada ou larga demais, vai voltar a nos servir. Ok! Pode ser que você tenha realmente a oportunidade de voltar a vestir novamente aquela roupa, mas será que ao fazer isso você terá o mesmo impacto que provocou ao sair com aquele vestido lindíssimo quando ele estava na moda? 

Enfim, roupa velha nunca mais e hoje, o dia “D” da faxina eu venho aqui discordar do Roupa Nova quando diz ” ... como um sapato velho, mas ainda sirvo se você quiser, basta você me calçar que eu aqueço o frio dos seus pés...” Quero ser aquecida por um lindo sapato novo que está lá na loja, com aquele cheirinho de coisa nova e com a maciez e conforto de uma peça que acaba de ser fabricada especialmente para mim. Ah! E como me sinto até mal de discordar do Roupa Nova, afinal de contas até o próprio nome já é algo sugestivo, eu venho aqui concordar com eles afinal de contas “ ... a vida tem sons que pra gente ouvir, precisa aprender a começar de novo .... Ah! Coração! Se apronta pra recomeçar ...” O objetivo agora é RECOMEÇAR com uma bela ROUPA NOVA!


Um comentário:

Todos os servers! disse...

Patrícia, gostei muito dos seus comentários, especialmente, "Se um homem quer vc nada pode mantê-lo longe", vivi um amor, digamos, solitário por longos 16 anos, até que finalmente percebi o quanto idiota estava sendo por tanto tempo.Bjs.