Sejam bem vindos...

Se você chegou até aqui é porque algum motivo teve para isso... seja qual for esse motivo, fico feliz de ter você comigo nesse meu cantinho.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Só quero um pouco de carinho e mais nada... É pedir demais?

Sabe aqueles dias que você acorda precisando de um colo para recostar? Pois então, hoje é exatamente isso que eu estou precisando, de um colo que eu possa deitar e fechar meus olhos, e ali me sentir protegida. Como é difícil encontrar proteção quando estamos precisando! Algumas pessoas me falariam para simplesmente abstrair, não procurar nada disso, à medida que outras me falariam para procurar sim esse tal colo. Pois bem, digamos que eu não faço nem 8 nem 80. Eu não consigo abstrair, mas também não consigo procurar! Opa! Procurar não, pois isso eu acho que até faço. Digamos que eu não consigo insistir!

Droga! Por que o mundo é tão injusto às vezes com a gente? Vejo tantas pessoas que não merecem nem ao menos um pingo da nossa consideração, que agem com crueldade, que fazem mal aos outros vivendo no maior bem bom, vivendo como se o mundo fosse uma maravilha. Ao mesmo tempo olho para o lado e vejo pessoas boas, com o coração bom, que procuram fazer tudo certo, como dizem por ai, procuram realmente andar nos trilhos, só levando na cara, só se decepcionando! Meu Deus! Que mundo injusto é esse que estamos vivendo?

Sei que as minhas palavras podem parecer um pouco revoltadas, talvez elas sejam mesmo, mas é porque chega uma hora que você simplesmente cansa, que você não quer mais tapar o sol com a peneira e achar que se não deu certo agora é porque ainda não era a hora certa, que você não quer mais olhar para o lado e ver que tantas e tantas pessoas que não merecem tem tudo aquilo que você sempre sonhou. Para tudo!! Eu tenho plena consciência que não estou fazendo nada de errado e, pelo contrário, sei que estou agindo da melhor maneira possível e não pretendo, de maneira alguma, mudar isso, mas até a mais correta das pessoas uma hora cansa de fazer e não ver retorno algum.

Ok! Posso estar sendo mesquinha em falar que faço algo pensando em um retorno, mas e daí se eu sou mesquinha? Digamos que bem tudo é perfeito e eu não quero ser perfeita. Já não diziam os físicos, eu acho, que para toda ação existe sempre uma reação? Então, se isso é válido no mundo dos números, no mundo exato, porque não pode ser válido também em meu mundo particular? Sim, estou cansada de fazer e não receber em troca, de dar atenção e não receber atenção, de me preocupar com tudo e com todos e não ter ninguém que se preocupe comigo, de dar meu colo e meu ombro para que possam chorar e não encontrar um quando eu preciso derramar minhas lagrimas. Poxa! Não sou obrigada a me conformar com isso não e nem quero me conformar com um mundo tão desigual como esses ao qual eu estou inserida.

Quero carinho sim! Quero colo sim! Isso é um fato! Estou cansada de não ter isso na minha vida e não me venham falar que eu tenho, que apenas não quero enxergar isso, porque não sou mulher de me contentar com pouco, pois não acho justo eu ter que me adaptar ao mundo, me contentando com aquilo que não é o que eu quero. Por que eu tenho que me adaptar e viver fadada a uma vida assim? Sim, estou chateada hoje, estou revoltada, mas não estou de TPM, antes que uma santa criatura fale isso. Digamos que eu apenas resolvi jogar no ventilador aquilo que, de certa forma, está me incomodado.

Cansei de me preocupar com todo mundo, de estar sempre presente quando fulano ou cliclano precisa e não ter ninguém aqui presente ao meu lado quando preciso. Sim, hoje eu preciso e olho para os lados e o que vejo? Nada! Olho para frente e o que vejo? Vejo essa tela do computador ao qual escrevo essas ásperas palavras nesse momento, porque esse sim tem sido um ótimo companheiro atualmente em minha vida, pois ele me escuta, ele me deixa falar freneticamente, mas o grande problema é que ele ainda não aprendeu como me responder, como me dar o colo que eu tanto preciso, porque se ele fizesse isso eu confesso que seria o companheiro perfeito. Ok!! eu tenho mesmo que me contentar com metades, não é mesmo? Pelo menos esse meu companheiro me escuta e me deixa falar tudo o que penso e o que sinto e hoje, como disse um amigo meu esse dias, eu digo que me bateu um vazio tão grande.

3 comentários:

arthur matheus disse...

Emocionante :'c

karina reis disse...

Estou assim hoje, e esse texto parece que é como se eu estivesse escrevendo... ;-(

Patricia disse...

Eu nem lembrava mais desse texto que eu havia escrito. E com o seu comentário eu voltei a ele e digo que anos se passaram e eu continuo pensando exatamente a mesma coisa.