Sejam bem vindos...

Se você chegou até aqui é porque algum motivo teve para isso... seja qual for esse motivo, fico feliz de ter você comigo nesse meu cantinho.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Inverdades da vida....


Ultimamente confesso que tenho sido uma grande admiradora de filmes de comédia romântica, pois considero que eles conseguem ser divertidos e ao mesmo tempo satirizar de maneira satisfatória tudo aquilo que está bem diante de nossos olhos e não enxergamos porque simplesmente não queremos enxergar. Quando pensei em escrever sobre esse assunto, a primeira coisa que me veio à cabeça é algo bem comum nesses dramalhões, que é o fato do uso da “desculpa” para justificar certos fatos que nos acontece. É isso mesmo! Para mim desculpa é apenas uma justificativa, um pretexto para encobrir uma verdade que não é necessariamente aquilo que queríamos que fosse. 

Como uma criança é inocente e um adulto idiota!! Qual a criança que nunca ouviu que quando um animal chega perto e faz “pipi” nela é sinal de que o animal gosta muito dela? Faça me rir com uma crendice dessas! Ok! Quem sou eu para criticar aquilo que está sendo passado de geração para geração, mas vamos admitir que seria bem melhor o animal chegar perto da criança e balançar o rabinho como sinal de festa do que urinar naquela roupa nova que ela havia acabado de vestir!

E não pensem que as coisas param por ai. Se alguém te maltrata é porque no fundo gosta de você, mas não tem coragem de admitir isso para si mesmo. Olha, essa tenho que admitir que até fiquei emocionada! Já aquela pessoa que te trata muito bem, faz tudo para que você se sinta bem, no fundo só faz isso porque quer tirar algum proveito seu e está com segundas intenções. Ei, eu posso rir agora ou deixo para rir mais tarde?

Vivemos em uma sociedade hipócrita, um mundo de mentiras e “inverdades” que somos levados a acreditar. Sabe por que a menina acredita que o rapaz que nunca liga pra ela faz isso porque no fundo gosta dela? Porque essa é a “inverdade” que ela prefere acreditar e com isso viver num mundo imaginário de que um dia o sapo que a maltrata vai virar o príncipe encantado que a mãe dela contava das histórias de princesa quando ela era criança. 

Todas essas “inverdades” poderiam ser apenas mais um acontecimento no decorrer da vida das pessoas, mas o que estamos vendo não é isso. Inverdades vêm influenciando diretamente a vida de muita gente e fazendo com que se tornem pessoas frustradas, pois acabam vivendo em mundo de mentiras criado em sua imaginação. Um mundo de mentiras que um dia vem à tona, porque uma inverdade nada mais é do que uma grande mentira e, como diz um velho ditado de nossos antepassados, “a mentira tem perna curta”.

Tenho que admitir que infelizmente existem muitas inverdades que vem me acompanhando ao longo de minha vida. Algumas que a sociedade acabou me impondo, outras que eu mesma procurei e sei que não precisavam ter feito parte da minha vida, mas já que fazem e fizeram então resolvi vir aqui e escrever sobre isso, pois quem sabe dessa forma eu e muitas pessoas vamos parar de acreditar em inverdades e pararmos de viver em um mundo de conto de fadas e vamos viver realmente a realidade dos fatos, a realidade da vida.

Abaixo o conto de fadas! Isso só existe nos livros infantis e nos desenhos animados.

Um comentário:

Robert disse...

Olá Amiga Patrícia, Achei perfeito o que você disse sobre as Inverdades da Vida e para complementar deixo aqui minha opinião a respeito.

Crescemos com contos de fadas, com lições de moral em filmes infantis, tudo para me mostrar que a vida é justa e os bons vencem no final, pra que isso?

O povo inculto e ingênuo é manipulado, sem perceber, de forma a ser levado ao lugar e modo desejados pelos mestres do mundo. Então, para dar compensação a todos pelo que não têm, eles criaram fantasias que mantém a pessoa iludida, como uma criança que pensa que existe papai noel.

Agora, quanto à justiça da Vida: tudo depende de como, e quanto, você já se desprogramou da programação que o mundo inseriu em sua mente sem que você percebesse. Se você não se ilude com as coisas, se você as percebe em sua essência escondida, não se decepciona pois sabe como elas são.

Beijos
Robert