Sejam bem vindos...

Se você chegou até aqui é porque algum motivo teve para isso... seja qual for esse motivo, fico feliz de ter você comigo nesse meu cantinho.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Razão X Emoção




Uma das grandes questões enfrentadas pelo ser humano é a grande luta entre a razão e  emoção, dois sentimentos bem antagônicos na vida das pessoas. Racionalmente eu faria assim, mas emocionalmente eu faria assado. Opa! Então, nesse momento vem o grande dilema: Oh! Céus, o que fazer? Será que um dia teremos um grande vencedor nessa história?


Quando a razão prevalece sobre a emoção somos taxados como seres humanos sentimentais demais, meros românticos que se limitam apenas a sonhar com um mundo perfeito. Já se a razão prevalece, a primeira coisa a ser dita é que somos pessoas frias, que não sabemos lidar com sentimentos.


Conheço pessoas que são extremamente voltadas para a emoção, que vivem cada minuto de sua vida apaixonadas por seus ideiais e por aquilo que acreditam ser o melhor para elas, sem pensar no que isso poderá afetar suas vidas. São pessoas felizes, mas que sofrem quando não são devidamente compreendidas ou que seus sonhos não se tornam realidade. Em contrapartida conheço pessoas extremamente racionais, que levam a vida como se tudo tivesse que ser milimetricamente calculado. Se 2 + 2 = 4, como diz a matemática, então temos que seguir isso a risca e jamais tentar questionar algo que está cientificamente comprovado. Não pensem que essas pessoas são felizes, pois também não são, pois por muitas vezes a razão lhes proporcionam um vazio por deixarem de viver certos sentimentos que somente a emoção é capaz de oferecer.


Será então que existe um meio termo para isso? Podemos tentar agir ora emocionalmente, ora racionalmente? Resolvi escrever esse texto hoje, pois tive uma conversa com uma pessoa que me disse que eu havia agido racionalmente em determinado momento, mas que ao acordar eu deixei que minha emoção falasse mais alto. Não pensem que agi dessa forma porque eu quis, pois foi algo involuntário. Será então que não há uma formula para que a gente possa agir assim a hora que bem quiser e da maneira como bem quisermos? Minha resposta para essa questão é NÃO, porque se uma fórmula viesse a existir podemos considerar isso como uma atitude totalmente racional, já que fórmula é matemática e matemática é raciocínio e, dessa maneira, estaria a razão vencendo a emoção.


A verdade é que por muitas vezes perdemos o sono para tentarmos escolher entre esses dois sentimentos e no fundo não conseguimos nunca uma resposta concreta, aquela que realmente seria a melhor. Mas qual seria a melhor resposta? Deixo então aqui uma grande questão para você: Você é razão ou você é emoção? Eu digo que sou eu serei sempre emoção e não tenho e jamais terei vergonha de assumir isso. 

3 comentários:

Robert disse...

A questão “Razão x Emoção” tb esta sempre na minha cabeça, e sempre me pergunto o que seria a melhor opção. Hoje tento balancear as duas questões, para que possa viver em harmonia. Mas creio que a grande questão é achar realmente o que nos deixa feliz. ai, vc tem q ver isso dentro de voce.
Mais uma vez, parabéns pelo blog, e por vc ser essa moça de grande caráter e com grandes ideais.

Bjs
Robert

Bruno Araujo disse...

Nossa, Patty. Tô suspreso com seus posts. Não sabia q vc era tão filósofa assim... Akela aula de Metodologia Científica nem deve estar sendo tão insuportável assim pra vc.. hehe Parabéns pelo blog, está realmente mto legal. Divulgue ele, pois vale a pena.

Patricia disse...

Obrigada Belbinho... digamos que ando inspirada rs Bjus