Sejam bem vindos...

Se você chegou até aqui é porque algum motivo teve para isso... seja qual for esse motivo, fico feliz de ter você comigo nesse meu cantinho.

terça-feira, 5 de abril de 2011

A arte de “emburrecer” quando mais se precisa de inteligência


As pessoas costumam dizer por ai que quem aprende a andar de bicicleta, por exemplo, não esquece nunca mais. Isso sem contar tantas outras habilidades que adquirimos no decorrer de nossas vidas e que jamais serão esquecidas por nós. Bem, pelo menos não deveriam ser. Pois é, diante disso me bateu uma pequena, porém importante dúvida: será que nessa imensa lista de atividades inesquecíveis podemos incluir também a tal arte da conquista? 

Porque não venham me falar que quando as coisas têm que acontecer simplesmente acontecem. Tirando as novelas e as mega produções românticas de Hollywood, o seu príncipe encantando não vai acordar um belo dia, se deparar com você e simplesmente ter a certeza mais do que absoluta que você é a mulher da vida dele. Vida real é bem diferente e bota diferente nisso. É preciso sim conquistar, aos poucos, aquele que da noite pro dia tornou-se seu sonho de consumo. 

Também não acredito em amor mutuo a primeira vista. Aquele em que o casal vai trocar um único olhar e naquele exato momento se apaixonarem perdidamente. Interesses mútuos até posso tentar acreditar, mas para que um simples interesse torne-se algo concreto existe uma longa estrada a ser caminhada. E é exatamente nesse momento em que você encontra um homem, que em um primeiro momento desperta o seu interesse, que você sente-se como se tivesse “emburrecido” na tal arte da conquista. 

Não que você seja expert na arte da conquista, mas pelo menos uma vez na vida você já colocou em prática alguns truques que vieram a dar certo. E dessa vez? Bem, dessa vez você não sabe nem por onde começar. Ou melhor, você realmente está mais perdida do que cego em tiroteiro e não faz a menor idéia de qual o melhor caminho a seguir. Aliás, você nem sequer consegue enxergar os caminhos que existem, se é que eles existem. Chamar atenção dele parece que se tornou a coisa mais difícil desse mundo. 

Fato: você não sabe o que fazer diante daquele ser que, como um passa de mágicas apareceu em sua vida. Adentrou em seu mundo e desviou boa parte da sua atenção para ele, afinal de contas ele é, a primeira vista, aquilo que você tanto sonhou encontrar durante toda a sua vida. Um ser humano lindo por dentro e por fora e com um jeitinho simplesmente encantador. Sim, você não tem a menor duvida de que é realmente ele, mas e ele? 

Bem, ele não faz a menor idéia de quem seja você e vai continuar sem saber a não ser que um milagre divino aconteça e no meio de todo esse estresse do dia a dia você, sem fazer absolutamente nada, consiga chamar a atenção dele. Sim, é claro que sorte existe afinal de contas quantas pessoas ganham mesmo na mega sena por ano? O que fazer então diante de uma situação dessas? Se alguém descobrir a resposta bem que poderia vir até aqui dar uma forcinha para essa alma que só gostaria de conquistar ELE, não é mesmo? 

3 comentários:

Tatu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatu disse...

Nega, mais uma vez vou resumir o "problema" da questão, numa única palavra: Expectativa.

Outro dia desses eu postei um texto chamado: Sabotador De Si.
E eu expliquei como no meu caso, eu "auto-sabotava" sem me dar conta disso.
Essa questão de procura por fórmulas prontas é, ao meu ver, uma forma de sabotagem.

Dizem que a Mulher se torna mais atraente (em especial por parte dos Homens solteiros), quando ela está no período fértil (é, eu também não saquei).
Então, baseado nisso eu posso acreditar que a partir do momento no qual ela enxerga a si mesma como uma Mulher atraente, as coisas começam a mudar, porque essa confiança poderá enviar uma espécie de "sms" para o sexo oposto e isso pode acabar roubando uma parcela da sua atenção.
Mas, quando se quer conquistar uma pessoa em especial, tudo perde sentido, porque no final das contas, a pessoa pode usar de tooodas as formas possíveis, sua técnica pessoal para seduzir e não dar em nada. Mas justamente quando acontece algo nada a ver com o intuíto dela, a química acontece (quando a história têm final favorável a quem criou a tal expectativa) e ai a ela percebe que não precisava de tanta "papagaiada".

Deixa a maré levar...
Até sorriso forçado, fica feio. :)

Patricia disse...

Concordo com a sua colocação. Acho que quando alguém nos chama atenção a tal expectativa realmente atrapalha, mesmo sendo algo, a meu ver, incontrolável. Simplesmente sente-e!

Bjuss